Resenha: O Pequeno Príncipe

Olá, tudo bem ?

Eu estava por esses tempos em uma série de leituras um tanto quanto mais densas digamos, porém tive que fazer uma pequena pausa neste final de semana para ler um livro que a escola exigiu.

Um livro bem famoso e popular aliás, cuja a história eu já conhecia e até tinha visto o filme, no entanto havia me esquecido o quanto era bonita e  significativa, então por isso decidi fazer a resenha do Pequeno Príncipe aqui.

 

Pequeno príncipe

Livro: O Pequeno Príncipe
Título original: Le Petit Prince
Autor (a): Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Agir
Páginas: 95
Sinopse: O Pequeno Príncipe – Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia, ele agora chega ao Brasil em nova edição, completa, com a tradução de Frei Betto e enriquecida com um caderno ilustrado sobre a obra e a curta e trágica vida do autor.

 

 

A primeira coisa que tenho a declarar, é que se você ainda não conhece o livro recomendo muito, pois compensa.

Embora a narração claramente demonstre o tempo todo que é voltada para o público infantil, é justamente os adultos que vão refletir mais com o livro, porque um dos seus principais questionamentos é justamente a maneira como “as pessoas grandes” encarram o mundo.

Talvez eu esteja errada nesta comparação,  mas  acredito que o Pequeno Príncipe, personagem que dá nome ao livro representa a criança em cada um de nós, e vai mostrando uma visão de mundo simples e pura que ao longo dos anos vamos esquecendo, além de questionar várias atitudes e hábitos que muitos adultos tem.

Ensina muito sobre  principio da amizade e diria que até um pouco do amor, nem tanto o romântico, porém mais aquele  abnegado de quando você se doa para aqueles que ama.

As frases quanto a esse assunto no livro também são maravilhosas, sendo a principal delas:

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”

No entanto eu prefiro  essas outras duas:

“Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.”

“A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar.”

   Sendo a primeira uma ótima questão, porque no mundo capitalista de hoje muitas vezes esquecemos o quanto um simples sorriso,  um gesto de gentileza , um abraço ou um beijo podem valer ouro e nos fazer sentir bem , e a segunda uma boa reflexão sobre decepções com amores, amigos, família e etc.

Quanto a leitura é fácil e rápida ainda tendo a ajuda do livro não chegar a cem páginas e contar com ilustrações, tanto que mesmo eu que tendo a ler devagar o terminei em cerca de duas horas e alguma coisinha fiquei tão feliz, estava com uma saudade de começar e terminar um livro no mesmo dia.

Sinto que o post de hoje ficou pequeno, mas não há muito mais o que dizer, pois primeiro o livro é curto  e  segundo posso dar spoilers, o que diferentemente de mim a maioria não gosta, então só tenho a declarar que o livro é muito bom.

Beijos e até a próxima^^

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha: O Pequeno Príncipe

  1. Pingback: Tag: Deuses do Olimpo | Contos e Reconto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s